ESTILOS DE APRENDIZAGEM. ONDE VOCÊ SE ENCAIXA?

Existe na literatura especializada nomes complicados para designar estilos diferentes de atenção (ou aprendizagem). Vamos esquecer esses nomes, substituindo-os por outros mais agradáveis à nossa lembrança. Podemos, dessa maneira, identificar pelos menos quatro estilos diferentes:  Poeta Soldado  Estatístico Compositor Afirmar que existe vantagem em se apresentar com esse ou aquele estilo, equivale mais ou menosRead More…

Leia Mais...

EDUCAÇÃO SUPERIOR: DESAFIOS E PERSPECTIVAS PROFISSIONAIS EM UM MUNDO GLOBALIZADO

Houve um tempo que a um professor que ministrava aulas no Ensino Superior cabia apenas à responsabilidade de bem saber os conteúdos que transferia. Se, a essa qualidade, pudesse acrescer algumas noções de didática seria excelente, ainda que não essencial. Aos alunos, como decorrência dessa filosofia educacional outra tarefa não restava senão a de acumularRead More…

Leia Mais...

A HORA MÁGICA DO ENSINO DAS REGRAS

Existe algo mais fascinante que observar uma criança de seis a dez anos? Nessa idade, em que não se é mais criança, mas ainda se encontra distante de ser efetivamente adulto, o ser humano ganha aspectos de uma singularidade impar e, se humano não fosse, por certo receberia o aplauso de zoólogos e o estudoRead More…

Leia Mais...

O CÉREBRO E A SALA DE AULA

Até os anos noventa do século passado pouco se conhecia sobre o cérebro humano e sua admirável capacidade de colher informações, transformando-as em conhecimento e de sua sagacidade em transferir experiências vividas ou apreendidas para solucionar novos desafios. O avanço das Ciências da Cognição e o desenvolvimento de novas técnicas de captação de imagens queRead More…

Leia Mais...

DO PRIMEIRO RABISCO À SINTAXE

Por muito tempo, a escola alardeou-se de ser a construtura do futuro. Afirmando-se despreocupada com o agora, que anteriormente necessitaria ser visto, armava todos os seus arsenais para preparar o amanhã. “Não é com o hoje que me preocupo!”, afirmavam os professores. “Trate de estudar para ser uma pessoa digna amanhã”, garantiam os pais. EraRead More…

Leia Mais...

A FELICIDADE É A PRÓPRIA ESTRADA

Não mais vejo as crianças do prédio em que moro brincarem na rua. Não existem mais ruas de antigamente onde meninos empinavam papagaios, jogavam bolinhas de gude ou nas mesmas se aventuram com os seus carrinhos de rolimãs. Não mais existem nos pátios dos apartamentos meninas brincado de casinha, conversando com a Barbie ou servindoRead More…

Leia Mais...

MAS ELE(A) NÃO TEM DIDÁTICA!

Quantas vezes já não ouvimos de alunos que reclamam, ou mesmo de colegas que comentam sobre outros professores, a afinação: – Sabe muito da matéria que ensina, mas não tem didática! Façamos uma breve análise de afirmações como essa, extremamente frequentes e, infelizmente, na maior parte das vezes, verdadeiras: O que significa não ter didática?Read More…

Leia Mais...

COMO MINISTRAR CONTEÚDOS COM O AUTÓDROMO?

O Autódromo é um jogo operatório dos mais interessantes, mas deve ser aplicado uma vez ou outra, alternando-o com outros jogos operatórios e aulas expositivas diversas. Embora cause motivação, interesse, envolvimento e participação dos alunos, a freqüência de uso constante acaba desgastando-o. Para essa interessante atividade, os alunos necessitam estar agrupado em equipes e cadaRead More…

Leia Mais...

PILARES DA EDUCAÇÃO

A quase totalidade das mesas existentes no mercado possui quatro pernas. A mesa do professor, a que fica na cozinha e as mesas metálicas que enfeiam calçadas, são exemplos que garantem essa certeza. O sereno e necessário equilíbrio ao apoio de uma boa mesa serve de metáfora para ensinar que a Educação que prepara oRead More…

Leia Mais...

UMA AULA NOTA DEZ

Eu gostaria muito, mas muito mesmo, que as escolas brasileiras ministrassem aos seus alunos desde o início do Ensino Fundamental, aula como as que são praticadas em uma boa escola de culinária, ou se preferirem, da mesma forma como são as aulas em uma autoescola. Isso mesmo, aula de culinária ministrada por um extraordinário “chef”Read More…

Leia Mais...

PILARES DA EDUCAÇÃO

A quase totalidade das mesas existentes no mercado possui quatro pernas. A mesa do professor, a que fica na cozinha e as mesas metálicas que enfeiam calçadas, são exemplos que garantem essa certeza. O sereno e necessário equilíbrio ao apoio de uma boa mesa serve de metáfora para ensinar que a Educação que prepara oRead More…

Leia Mais...

AULAS, AULAS

A aula é o momento mágico da aprendizagem. Representa para qualquer escola o ícone que identifica seu valor, para os alunos o instante sublime das transformações, para o professor a expressão central de sua qualidade profissional. Escolas com aulas imperfeitas, alunos cujas aulas não os modifica, professores que não sabem fazer da aula o instanteRead More…

Leia Mais...

O MERCADO DOS SONHOS

Foi um verdadeiro drama para a família de Cristiana. O pai, promovido em poderosa transnacional onde era executivo de destaque, teve de mudar da pequena cidade interiorana para a maior megalópole da América do Sul. Recompondo sua vida às pressas, ainda teve tempo de procurar uma escola para sua única filha. Com o novo salárioRead More…

Leia Mais...

A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR…

“A César o que é de César”, diz um provérbio histórico que se tornou popular; “à medicina o que é do médico, ao mestre o que lhe cabe” dizemos nós, pretendendo analisar o papel docente na questão dos problemas de aprendizagem. Na busca dessa análise, como primeira medida importa clarificar a abrangência da palavra “problema”Read More…

Leia Mais...

O JOGO DE PALAVRAS E O ENSINAR A PENSAR

Existe a possibilidade de se ministrar um tema de História ou Geografia, Matemática ou Ciências, Língua Inglesa ou Portuguesa sem ficar à frente da classe expondo e, dessa forma, impondo a monotonia e o cansaço. Pode esse tema, posteriormente avaliado, garantir maior compreensão e lucidez por parte dos alunos, que se ministrado através de aulaRead More…

Leia Mais...