TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO COM HIPERATIVIDADE

Inquietação que não passa jamais, excessiva dificuldade de prestar atenção em aula, facilidade em distrair-se e ficar disperso diante de uma explicação ou mesmo um programa que assiste. Nenhuma paciência para estudar, vontade indômita de fazer diversas coisas ao mesmo tempo e dificuldade em terminá-las, são características de temperamento que escondem o diagnóstico cada vezRead More…

Leia Mais...

ALGUNS PRINCÍPIOS QUE NADA CUSTAM, MAS QUE PODER DAR “MATERIALIDADE” AO AMOR PELOS FILHOS

Nunca fomos muito amigo de conselhos generalistas, por saber que cada criança e cada adolescente é único e que, desta maneira, o que vale para alguns pode não valer para outros. Mas, mesmo fugindo dessas “regras gerais”, a vida e a experiência ajudaram-nos a relacionar alguns princípios educativos, que devidamente adaptados à condição específica deRead More…

Leia Mais...

A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR…

“A César o que é de César”, diz um provérbio histórico que se tornou popular; “à medicina o que é do médico, ao mestre o que lhe cabe” dizemos nós, pretendendo analisar o papel docente na questão dos problemas de aprendizagem. Na busca dessa análise, como primeira medida importa clarificar a abrangência da palavra “problema”Read More…

Leia Mais...

A SALA DO FAZ DE CONTA

Qual o aposento mais importante de uma casa? A cozinha porque ali se realiza a magia de dar aroma e gosto a coisas esquisitas e transformar produtos horripilantes como peixe morto em inesquecível badejo ao coentro e alho? O quarto de dormir onde guerreiros e guerreiras amam e descansam? A sala que mesmo substituindo lareirasRead More…

Leia Mais...

O JOGO DE PALAVRAS E O ENSINAR A PENSAR

Existe a possibilidade de se ministrar um tema de História ou Geografia, Matemática ou Ciências, Língua Inglesa ou Portuguesa sem ficar à frente da classe expondo e, dessa forma, impondo a monotonia e o cansaço. Pode esse tema, posteriormente avaliado, garantir maior compreensão e lucidez por parte dos alunos, que se ministrado através de aulaRead More…

Leia Mais...

PIAGET E DARWIN

Existem coisas que aprendemos observando os outros, existem coisas que não é necessário que nos ensinem, pois na experiência com as coisas descobrimo-las, e existem coisas que aprendemos observando, ainda que divagando sobre elas, podemos melhor sobre as mesmas pensar. Absolutamente sozinhos podemos descobrir que em dia frio é melhor procurar o Sol, mas seRead More…

Leia Mais...

DARWIN E PIAGET

Imaginemos que um avião caia em plena selva e um bebê, de apenas alguns dias, seja resgatado por chimpanzés ou outros animais e por eles criado. Imaginemos ainda que essa criança faça-se adolescente e que no momento que a examinamos possui dezesseis anos, período no qual não conviveu ou viu qualquer ser humano. O queRead More…

Leia Mais...

POR QUE EXISTEM ESCOLAS?

Escolas existem no mundo inteiro. Com variações, que envolvem bem mais os recursos do que se faz que propriamente a maneira como se faz, existem escolas no ocidente e no oriente, em países democráticos e em outros de marcante pressão ditatorial. Essa presença e uniformidade internacional da escola é, no mínimo, surpreendente. Não      seria possívelRead More…

Leia Mais...

INCLUSÃO NA SALA DE AULA

Um erro que educador algum pode cometer é acreditar que trabalhar a inclusão seja tarefa fácil ou se resuma na adoção de uma ou de outra situação de aprendizagem. Essa questão é extremamente ampla e por envolver valores e preconceitos que estão arraigados em nossa cultura e introjetados em nossa mente, um trabalho verdadeiramente sérioRead More…

Leia Mais...

O QUE É ESSENCIAL FALAR A UMA CRIANÇA?

QUAIS SÃO SEUS DIREITOS É importante que toda criança descubra que têm direitos, mas que aprenda desde cedo que “não tem todos os direitos”. É essencial também que percebam que, tal como os adultos, possuem deveres, devem respeitar regras combinadas e de saber se colocar no seu espaço e esperar a sua vez. Se, porRead More…

Leia Mais...

MARIA PRETA

A professora Maria, preta, gorda, lustrosa é um modelo de simpatia. Enorme, não passa de frente por lugares que as outras passam e, dessa maneira, sempre vira de lado para que seu corpo volumoso possa atravessar as portas estreitas e alguns espaços apertados de sua escola. Apesar de seu tamanho gigante, sempre chega à escolaRead More…

Leia Mais...