LIBERDADE SEM MEDO, MAS COM ORDEM.

Anos 1960. Comecei a lecionar aos 21 anos. Era a idade mínima permitida naqueles tempos. As aulas eram de Geografia, para o Curso Colegial, hoje Ensino Médio. Descobri que lecionar era tarefa muito fácil. Ao professor cabia ser autoritário e prepotente e a severidade era sinônimo de competência e aos alunos a responsabilidade de seremRead More…

Leia Mais...

POR QUE AS CRIANÇAS SE ESTRESSAM?

É lamentável, mas não é difícil compreender as razões que amplificam o estresse infantil. Para os pais, a competência dos filhos expressa a redução da culpa e da ansiedade. Se as coisas não vão bem nos negócios e no emprego, não se tem domínio sobre os mecanismos dessa situação e as relações pessoais se desgastaramRead More…

Leia Mais...

A CIÊNCIA DA AUTONOMIA

A autonomia é qualidade invejável em qualquer adulto, mas impressiona muito mais e melhor quando ocorre na infância. Uma criança dotada de autonomia depende dos adultos apenas para o que é essencial à sua idade e, assim, sabe brincar, fazer amigos, resolver problemas, o que a faz feliz. Impressiona pelo empreendedorismo e pela segurança, vistoRead More…

Leia Mais...

CAIXA DE OVOS

“Caixa de ovos porque, à imitação desse produto, os professores não se integram, não formam equipe, não vestem igual camisa, não transpiram pelo mesmo time. Cada um é intocável na sua unicidade, não transfere o que sabe e não aceita que a si outros transfiram.” Pode não ser regra geral, mas não deixa de acontecer,Read More…

Leia Mais...

LOUSA, LÁPIS E CADERNO…

Poucas palavras que indicavam objetos usados antigamente ainda possuem lugar no dia de hoje. O fenomenal avanço da tecnologia não apenas trouxe uma enxurrada de novas palavras como, sumariamente, sepultou uma porção de outras. Mas, entre os que sobrevivem – e já são bem mais que centenários – os mais comuns nas escolas de todaRead More…

Leia Mais...

QUEM É?

Quem é esse estranho personagem? Homem ou mulher, velho ou moço, que em sua ação é ao mesmo tempo músico e regente? Quem é essa estranha figura que em seu trabalho chora e ri, fala e escuta, conta e encanta? Quem é esse ator que precisa entusiasmar o grupo e ao mesmo tempo atender oRead More…

Leia Mais...

EDUCAÇÃO E MUDANÇA

Existe uma perversa tendência de alguns professores pensarem a ideia de “mudança” atrelada à tecnologia e, dessa maneira, verbos como “” ou “inovar” sempre aparecem associados a novos recursos eletrônicos que olham como “coisas do passado” livros de papel, cadernos, lousas, lápis e canetas. Para estes, a mensagem da renovação denomina-se ensino on-line, tabletes, lousasRead More…

Leia Mais...

A VOLTA DA EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA

A imagem pode não nos ser simpática, mas é indiscutivelmente verdadeira. Muito do que somos e como agimos liga-se de forma estreita ao nosso longo passado evolutivo, há hábitos, práticas e valores que herdamos dos nossos irmãos e que, pela evolução, desviaram-se como e são agora os chimpanzés. Naqueles velhos tempos, seria impossível sobreviver semRead More…

Leia Mais...

XIIII, PROFESSORA, DEU UM “BRANCO” II

Caso o problema de memória que o aluno apresenta se manifeste de forma ocasional e, portanto, atinja-o em uma ou outra circunstância sem constituir algo rotineiro em seus caminhos pela aprendizagem, entre as causas prováveis estão distúrbios do sono, crise de ansiedade e uso de drogas,fatores que fogem do controle das estratégias de ensino e,Read More…

Leia Mais...

A FELICIDADE É A PRÓPRIA ESTRADA

Não mais vejo as crianças do prédio em que moro brincarem na rua. Não existem mais ruas de antigamente onde meninos empinavam papagaios, jogavam bolinhas de gude ou nas mesmas se aventuram com os seus carrinhos de rolimãs. Não mais existem nos pátios dos apartamentos meninas brincado de casinha, conversando com a Barbie ou servindoRead More…

Leia Mais...

O MOMENTO MÁGICO DA LEITURA

Habitue a criança a reservar um tempinho, ainda que não mais de 10 a 20 minutos por dia, para sua “Hora de Leitura”. Sempre que puder, acompanhe a criança dedicando-se também a essa breve leitura diária. Não é necessário que se faça uma leitura compartilhada, mas é importante mostrar dedicação integral a esses minutos, vocêRead More…

Leia Mais...

UM NOVO ENSINO MÉDIO

Eu e Wanda moramos no bairro da Chácara Santo Antônio, na zona sul da cidade de São Paulo. Não temos empregadas e não encontramos justificativas para fazer almoço em casa. Quando muito, um jantar vez ou outra. Na maior parte das vezes saímos para almoçar nas proximidades, área cheia de diversificados tipos de restaurantes, porRead More…

Leia Mais...

BARBIE OU POKÉMON GO?

A maior parte das professoras que hoje lecionam, quando meninas brincavam com a Barbie, hoje as suas alunas andam a caça de Pokémon GO. Com os meninos, seja qual for sua idade, não é diferente. Jogavam botões ou colecionavam bolinhas de gude, seus alunos não se desgrudam do smarthphones e seus olhos se fazem hipnotizadosRead More…

Leia Mais...

MAS ELE(A) NÃO TEM DIDÁTICA!

Quantas vezes já não ouvimos de alunos que reclamam, ou mesmo de colegas que comentam sobre outros professores, a afinação: – Sabe muito da matéria que ensina, mas não tem didática! Façamos uma breve análise de afirmações como essa, extremamente frequentes e, infelizmente, na maior parte das vezes, verdadeiras: O que significa não ter didática?Read More…

Leia Mais...

QUINZE DE OUTUBRO

Um túnel é muito mais que uma obra da engenharia humana. Caminho que ultrapassa pontos que os caminhos comuns não são capazes de atravessar, representa o encontro da luz com a própria luz, algo como o renascer da vida, após período de escuridão. Todo túnel une, integra, conecta e vence barreiras, supera limites, sugere novoRead More…

Leia Mais...

QUESTÃO DE GÊNERO

Discute-se de forma inútil e estéril se o novo Governo brasileiro deve compor seu ministério com mulheres ou não, mostrando-se que uma eventual exclusividade masculina ou feminina seria prova de discriminação quanto ao gênero. Impossível pensar em tolice maior e quem quer que viva o cotidiano “chão da escola” sabe que é este um assuntoRead More…

Leia Mais...

SER UM UNIVERSITÁRIO

Ser um universitário no Brasil é privilégio, situação incomum, condição proporcional de poucos, muitos poucos. Privilégio econômico dos que nasceram em famílias que puderam optar por boas escolas, privilégio dos nascerem com mentes mais abertas e maior sagacidade cultural que os levaram a um excelente ENEM ou ainda privilégio de bom emprego em que sejaRead More…

Leia Mais...